...

LADO A

LADO B

00:00 / 05:01

LADO A

1. INTRO [2:32]

Antes de iniciar, é importante saber um breve conceito e diferenciação de alguns termos que serão usados por aqui.

VOGUE

Estilo de dança, originalmente criada e desenvolvida nos anos 80 a partir da inspiração e influência de poses das modelos da revista ‘Vogue’, e igualmente inspirada por hieróglifos, ginástica e artes marciais. Evoluiu ao longo das décadas e atualmente se divide em 3 estéticas. O Vogue nasceu dentro da Ballroom.

VOGUE BEAT

Estilo de música voltado para a dança Vogue, com sons, marcações e características próprias.

BALLROOM

Cena Cultural Underground LGBTQIA+ criada e estruturada por pessoas negras e trans, no Harlem (NY), na década de 20.

BALL/BALLS

Bailes de celebração a existência e resistência da população LGBTQIA+, onde ocorrem competições de diversas categorias. As Balls são uma tradição da Cultura Ballroom.

Originalmente, as músicas tocadas nas Balls variavam entre Disco Music e House Music, que eram tocados em clubs de Nova York como Paradise Garage e The Sound Factory (lugar que a Madonna viu o vogue pela primeira vez, rs).

Algumas músicas criaram uma familiaridade tão grande com o Vogue e as categorias das Balls que quando elas (ou algum sample delas) tocam soam como um sinal para chamar as vogueiras para a pista.

As músicas da Ballroom evoluíram muito rápido ao longo das décadas e o Vogue não ficou pra trás, transformando tudo em uma grande fusão com um estilo único em que o voguer mergulha e se entrega na performance ao som de uma música com marcações e sons específicos que destacam e acentuam suas poses, movimentações e dips.

Hoje uma nova geração de produtores musicais está trazendo a música ballroom para o presente recontextualizando o passado. Mixando e misturando samples de músicas clássicas da Ballroom com músicas atuais, regionais e até memes de internet!

2. DE ONDE VEM O SOM DA BALLROOM [9:36]

© Bill Bernerstein / Reel Art Press

“O Som da Ballroom” é ali das décadas de 70, 80 e 90. É a partir dessas músicas que tudo começou e de onde vieram os principais samples característicos da Ballroom que, através de décadas, ressignificou o som de toda uma cultura gerando diversos remixes e releituras.

 

Ao longo dos anos algumas músicas se tornaram específicas de determinadas categorias nas Balls e várias são usadas até hoje!

ANOS 70

1. LOVE IS THE MESSAGE [6:35] MFSB. 1973

Vogue Performance

 

2. LOVE HANGOVER [7:48]
Diana Ross. 1976
Introdução para entrada de Legendarys, principalmente Femme Queens

3. TRANS-EUROPE EXPRESS [6:35]
Kraftwerk. 1977

Legendary Runway

4. GOT TO BE REAL [5:10]
Cheryl Lynn. 1978

Femme Queen Realness

 
 

3. LISTA DE DJS [5:02]

Pra falar dos principais DJs e produtes de vogue beat devemos começar pelo início, e esse início se chama

© Nick Rhodes / NickyDigital.com

Vjuan Allure foi o primeiro DJ da Ballroom a samplear o que hoje se tornou o DNA do vogue beat: o HA. O HA é o som sampleado da música The Ha Dance / Pumpin’ Dubb [5:01] Masters At Work. 1991, que é uma música utilizada até hoje em Balls para 10s e batalhas de vogue femme.

 

Em uma entrevista Vjuan Allure relatou que em uma noite discotecando em Detroit ele estava ficando frustrado porque não importava qual música ele tocasse, as pessoas da Ballroom não dançavam, até que ele tocou o clássico do Masters At Work e todo mundo simplesmente pulou das cadeiras pra pista de dança.

 

Depois disso Vjuan Allure produziu o “The HA Allure”, iniciando uma nova era para música Ballroom, gerando infinitas releituras e remixes de outras pessoas.

Além de pioneiro, Vjuan Allure já produziu mais de 450 HA’s e nem metade deles está disponível nas redes. Também não pense que você vai conseguir achar o “The HA Allure” no YouTube. Se quiser escutar essa música e várias outras do Vjuan Allure que não estão publicadas, você vai precisar ir em uma ball ver ele tocar.

 

Mas pra além disso, existem músicas do Vjuan Allure muito famosas disponíveis e que usamos até hoje! Inclusive a música da Icon Sinia Braxton “Sexy Like Sinia”.

1. SEXY LIKE SINIA [3:09] Vjuan Allure. 2013
2. QUEEN OF FACE [4:58] Vjuan Allure. 2011

3. THUNDAKATS [6:37] Vjuan Allure. 2017

4. RUNWAY DIVA [3:58] Vjuan Allure. 2011

5. BANDIT [5:41] Vjuan Allure. 2016

© 2020 COB.TV Records

Produzido por Úrsula Zion Remixado e arranjado por Gigi GG Gostosa. 

Existem DJs e produtores de vogue beat por todo o mundo, alguns estão aí há bons anos e são grandes referências. Seja discotecando em balls ou produzindo músicas autorais para a ballroom.

 

Aqui uma listinha dos principais DJs e produtores no Brasil e no mundo:

 

LADO B

1. MINI GUIA DJ BALLROOM [20:02]

Podemos encontrar vários materiais com entrevistas ou documentários sobre música ballroom na internet, mas de um modo geral quem vai ser DJ pela primeira vez em uma all (ou começou a pouco tempo) não possui informações suficientes.

 

Quando você está tocando em uma Ball tem muitas coisas que você precisa entender e se atentar.

 

Antes de mais nada, qual a diferença de ser um DJ comum e um DJ de Ballroom? 

Bom, um DJ é um artista responsável por transmitir música. São os comandantes das pistas nas festas e também são pessoas que possuem um acervo grande e variado dos estilos em que focam seus estudos.

 

Existem cursos de DJ e discotecagem espalhados pelo mundo todo e, apesar de não ser uma profissão valorizada no nosso país, a categoria vem se profissionalizando e crescendo cada vez mais!

NÃO É SÓ LISTA DE VOGUE BEAT

Mas a principal diferença de um
DJ comum e um DJ de Ballroom é a vivência! Não tem como você ser um DJ de Ball se você não conhece e estuda a Cultura Ballroom.

Se você quer ser DJ de Ball, vai precisar estudar a cultura e ir se inserindo e se familiarizando pra poder saber qual a música certa pra apertar o play! 

Algumas pessoas devem pensar que por ter uma lista grande de vogue beats ela pode ser DJ de uma Ball, e na verdade não é bem assim. Fazer uma boa seleção das músicas a serem tocadas em cada categoria na Ball é mais do que necessário.

A Ball é um baile de celebração cultural, onde uma infinidade de competidores caminham em categorias para ganhar o Grand Prize e representar suas casas. Quem é DJ precisa saber como tocar a música certa para cada categoria, enquanto acompanha e trabalha junto a quem está sendo Host e Chanter na noite.

Portanto é fundamental que o DJ tenha conhecimento sobre as categorias e saiba como funciona todas as dinâmicas de uma Ball, sendo o DJ um dos principais pilares do evento e o responsável por criar a atmosfera do ambiente pras categorias acontecerem. Um erro e você pode quebrar toda a magia da noite. 

Existem duas principais divisões na música da Ballroom: Runway e Vogue

RUNWAY:

O Runway é uma categoria de desfile em que o fator a ser avaliado é o caminhar, sendo uma das categorias do berço da Ballroom. As músicas utilizadas são as derivadas do house music. 

VOGUE:

O Vogue tem 4 tipos de música que são infuenciadas pelos movimentos e especificidades das categorias de Old Way, New Way, Vogue Femme e Hands Performance.

Até hoje o som original de "The Ha Dance
é sampleado para ser colocado em remixes e produções. O motivo desse som ser tão característico é porque é ele que marca o tempo das voguers fazerem o “dip”, que é um dos elementos da performance do vogue femme.

O dip é marcado no 4º ou no 8º tempo, portanto os vogue beats precisam ter o HA crash em todo tempo 4 e 8 da música ou em todo tempo 8.

VOGUE

VOGUE FEMME

As músicas de Vogue Femme também são chamadas de Vogue Beats e é uma música que possui um som característico no tempo 4 e 8 da música chamado de HA CRASH, que é um som sampleado da música The Ha Dance, do Masters At Work.

1. THE HA DANCE [5:02] Masters At Work. 1990

2. THE HA DUB REWERK’D [8:54] MikeQ. 2011

3. SEXY LIKE SINIA [3:10] Vjuan Allure. 2013

4. MI GENTE VOGUE REMIX [3:38] Capital K'aos. 2017

5. VADER (IMPERIAL CUNT) [5:00] Capital K'aos. 2018

6. THUNDER WORK [5:31] Angel X. 2014

7. SEASONS (LAZY FLOW EDIT) [2:48] Lil Silva. 2019

8. VOGUE FOR TEAM ROCKET [3:34] Xeraph. 2014

9. THUNDERCAT HA! [3:43] Tony Krayola. 2011

10. GODZILLA HA [3:33] Jay R Neutron. 2011

11. AH HA!!! [2:59] Twinkletoes Mizrahi. 2014

12. THE MUCK HA [5:02] Byrell The Great. 2014

Na Ballroom  temos categorias além do Vogue e do Runway. Algumas categorias nasceram aqui no Brasil, com o intuito de abrir um espaço de enaltecimento e visibilidade para raízes da nossa cultura afrolatina que vem passando por um intenso processo de diáspora e resgate ancestral nas nossas vivências

Aqui no Brasil é importante notar que existem várias músicas nacionais que se encaixam nessa categoria, seja criative!

Importante pensar que caso a categoria seja separada em figura feminina e figura masculina, colocar músicas com vocais femininos e masculinos respectivamente

Importante pensar que caso a categoria seja separada em figura feminina e figura masculina, colocar músicas com vocais femininos e masculinos respectivamente

SEX SIREN

Você não precisa necessariamente dançar nessa categoria, você apenas tem que mostrar o seu poder de sedução. As músicas pra essa categoria não precisam ser vogue beats, precisam ser mais lentas e sexys. Nos EUA usam muito R&B, como

 

1. BODY PART [4:51] Ciara. 2013

2. SEX WITH ME [3:26] Rihanna. 2018

 

FACE 

Nessa categoria você também não precisa dançar, o que você precisa fazer é mostrar o quão lindo é o seu rosto. Geralmente usam músicas com vocais femininos, como:

 

1. IT'S OVAH [7:49] Kiwi Dreams. 2002

2. LOVE HANGOVER [7:58] Diana Ross. 1976

3. IT'S ALL OVER MY FACE [7:01] Loose Joints. 1980

4. QUEEN OF FACE [4:58] Vjuan Allure. 2011 (criada especialmente para essa categoria)

 

REALNESS

Essa categoria é uma competição de quem consegue ser mais real de acordo com o que está sendo proposto. Quem consegue ter a performance de interpretação mais convincente do tema.

 

As músicas dessa categoria não precisam ser vogue beats e é importante pensar a respeito do tema que a ball tá pedindo. Tanto no 10s quanto nas batalhas, escolha músicas que vão fazer jus a proposta do tema para que os competidores possam entrar no clima e performar com mais qualidade

 

WAACKING/WHACKING 

O waacking é uma dança criada nos clubs LGBT de Los Angeles durante a era disco nos anos 70.

 

É caracterizada por movimentos rotacionais com os braços, poses e muita expressividade.
A categoria já apareceu algumas vezes em Balls de Nova York. Aqui no Brasil surgiu pela primeira vez na Mainstream Ball Vera Verão 2020 (SP). Para essa categoria toque músicas Disco.

SAMBA NO PÉ

A categoria samba no pé surgiu pela primeira vez na Mainstream Ball Vera Verão, de São Paulo em 2019. Consiste em mostrar suas habilidades com o samba.

 

Nesta categoria é importante saber que no 10’s devemos colocar músicas de samba de roda, que é um samba mais lento e totalmente instrumental, pois é um momento em que a pessoa que está competindo vai se apresentar pras pessoas.

 

Já nas batalhas você pode investir em músicas de samba enredo pro pessoal se rasgar!

 

BATE CABELO

O Bate Cabelo surgiu no Brasil com a Drag Queen Márcia Pantera. E esta categoria surgiu na Ballroom na Kiki Afrodiaspórica Ball de 2018 (SP), e consiste em você mostrar o quão bem você consegue bater o seu cabelo na música.

 

As músicas pra essa cattegoria são houses com muita influência de Dance e Eletrônica. Atualmente músicas assim são popularmente conhecidas como “Pride House” como:

 

1. VOULEZ VOUS (Club Mix) [5:47] Beth Sacks Feat Dj Aron. 2019

BATEKOO/JOGA A RABA

A categoria Batekoo ou Joga a Raba é uma categoria para mostrar habilidades rebolando. A categoria surgiu na Ballroom pela primeira vez na Kiki Afrodiaspórica Ball de 2018 (SP). Pode-se usar músicas de funk, afrohouse e vertentes parecidas.

 

PASSINHO

Esta categoria é para mostrar o domínio da dança “Passinho”, que nasceu nas comunidades das favelas do Rio de Janeiro. A categoria surgiu na Ballroom pela primeira vez na Kiki Bad Ball em 2019 (DF). As músicas dessa categoria variam entre as vertentes do funk, escolha suas favoritas!

 

BREGA FUNK

O brega funk é um dos subgêneros do funk carioca. Surgiu em 2011 em Recife (PE) e é uma junção do funk com o tecnobrega. Sua principal característica é a utilização de movimentos pélvicos. A categoria surgiu na Ballroom pela primeira vez na Kiki Ball de Verão em 2020 (DF).

 

SWINGUEIRA

Swingueira é um dos nomes para o pagode baiano. Uma variante do pagode criada em Salvador, capital do estado da Bahia. Por ser um gênero de origem baiana, é erroneamente confundido com o axé music. A categoria surgiu pela primeira vez na Ballroom na Kiki Carna Ball em 2020 (PE)

Existem muitas outras categorias na Ballroom e essas categorias são, majoritariamente, categorias fashion como Best Dressed, Bizarre e até mesmo categorias para disputar qual o sapato mais bonito! Com tantas categorias e subcategorias apenas para fashion, que tipo de músicas encaixam nelas?

 

Eu acredito que qualquer música que que ajude a criar a atmosfera necessária pro tema da categoria funciona muito bem! Por exemplo, se for uma CATEGORIA FASHION que fala sobre o outfit, músicas de hip hop/rap podem encaixar muito bem.

 

Na categoria BIZARRE, em que os competidores mostram looks extraordinários e excêntricos nós tocamos algo que seja ligado ao tema da categoria. Algo que possa criar uma atmosfera para aquele momento. E também de um modo geral, para categorias fashion músicas de vertentes do house music se encaixam muito bem. 

Ok, você está estudando sobre a Cultura Ballroom, estudou sobre as categorias, fez sua pesquisa musical no universo Ballroom e já selecionou suas melhores tracks. Agora vamos pra prática de tocar em uma Ball!

O primeiro passo é ouvir os comandos do Host e do Chanter da noite. O chanter é a pessoa que vai te dizer quando dar play e parar a música. É o DJ em conjunto com o Chanter que vai iniciar e terminar a batalha e, de fato, fazendo a dinâmica da Ball funcionar. 

Pra iniciar a batalha ou os 10's aperte o play quando o chanter te dar um comando como

—DJ, PUMP THE BEAT!
—DEJAAAAAAY!
—DJ PODE SOLTAR O BEAT!

Pra finalizar a batalhar o chanter vai dizer:

—HOLD THAT POSE FOR ME!

—SEGURA ESSA POSE PRA MIM!

e aí você precisa apertar o STOP no ME/MIM! O ideal é que a música pare por completo para finalizar a batalha e é assim que um DJ de batalha de vogue toca.  

A maior diferença entre ser um DJ de batalha de dança e DJ de Ball, é que na Ball você pode tocar a mesma música em todas as batalhas! E isso acontece porque o Chanter sempre vai mudar o que está cantando em cada batalha e isso é o suficiente!

MÚSICAS INSTRUMENTAIS

Lembre-se que, tanto nos 10's quanto nas batalhas Runway e Vogue, você precisa tocar músicas instrumentais. E isso é porque o Chanter está cantando de forma improvisada para musicalizar a dança dos competidores.

Portanto, se você tocar uma música que já tem uma voz a gente não vai conseguir escutar o chant. Não podemos usar músicas com voz, mas podemos usar as que possuem um pequeno trecho em repetição como sample. 

VELOCIDADE

Outra coisa importante para se preocupar é sobre a velocidade das músicas. Alguns DJs começam a se empolgar com a Ball e acabam aumentando o BPM da música e isso não é bom porque pode acabar dificultando os competidores de Runway e Vogue.

O BPM recomendado para as categorias são:

OLD WAY 116 a 120

NEW WAY 120 a 125

VOGUE FEMME 125 A 135

HANDS PERFORMANCE beats mais rápidos, podendo chegar a 160 BPM

10'S E BATALHAS

Antes das batalhas nós temos o 10s, que funciona como uma fase eliminatória das categorias em que cada participante mostra a sua performance para ser avaliado.

 

Você não precisa parar ou voltar a música do início para cada participante, a música pode continuar tocando. Às vezes tem muitas pessoas pra participar do 10s e ai pode acontecer da música acabar.

 

Se você tá vendo que muita gente vai entrar na categoria já prepara o looping na música ou ponha em prática mixagens bem trabalhadas para transicionar de uma musica pra outra.

NÃO FAÇA TROCA DE MÚSICA NO MEIO DA PERFORMANCE DE ALGUÉM!

Se você muda a música no meio
da performance, a pessoa vai ficar
confusa e vai parar a movimentação. 

10'S DE HANDS PERFORMANCE

Depois de uma pessoa passar pelo “10’s across the board!” você coloca a música do início para a próxima pessoa, para que todes façam o 10’s na mesma parte da música e também porque pode se tornar dificil para uma pessoa ter de iniciar sua performance no meio da músca.

INTRODUÇÕES LONGAS

Algumas músicas possuem uma introdução muito longa, se você coloca essas músicas desde o início para as batalhas os competidores estão no calor do momento e vão começar a dançar logo no início e pode ficar como se a batida da música nunca vai vir. Pode acontecer de a batalha acabar no momento que a música chegou na melhor parte.

Invista em deixar uma marcação na música na parte que a batida da musica vai virar. Escolha bem as músicas e o momento ideal pra elas!

2. PRODUÇÃO MUSICAL NA BALLROOM [3:50]

A produção de vogue beats autorais vem crescendo cada vez mais, principalmente no Brasil. Porém um fenômeno que tem acontecido bastante é pessoas de fora da Ballroom que produzem música utilizarem o HA crash em suas músicas e dizerem que estão produzindo vogue beat. E na verdade não é bem por ai, não é tão fácil.

 

Mais importante do que o HA crash, você precisa fazer uma boa seleção de samples para usar. Os samples fazem TODA a diferença nos vogue beats. Alguns são utilizados tradicionalmente na história da música Ballroom.

Tenha esses samples em mente. Pesquise sobre eles e o que vieram a partir deles e aí você terá ótimos samples pra usar. E entenda que o ideal é saber o que eles significam. 

1. WORK THIS PUSSY [6:00] Boom Boom. 1989

2. CUNTY [5:05] Kevin Aviance. 1999

3. VOGUE [4:53] Madonna. 1990

4. LET NO MAN PUT ASSUNDER [8:00] First Choice. 1977

Recentemente tem acontecido muito a fusão de vogue beats com outros gêneros musicais como Jersey Club, Afrobeat, Dancehall, em que os produtores mixam os sons desses gêneros com elementos do vogue beat. Especialmente no Jersey Club e no hip hop os produtores tem colocado o ha crash na contagem 1 da música, em vez do 8 ou do 4.

 

Isso não é necessariamente o fim do mundo, mas pra quem dança vogue o ideal é que o HA esteja na contagem 8. Caso você queira colocar o HA crash na contagem 1, coloque no 8 também e tudo vai dar certo porque vai destacar a marcação do dip quando alguém tiver dançando vogue!

NÃO É SÓ VOGUE FEMME 

A música Ballroom e o Vogue Beat não se resume apenas a músicas de vogue femme. Mais importante do que as músicas de Vogue Femme e seus elementos, você precisa sentir a vibe da Ballroom quando você escutar o beat. A música precisa combinar com a atmosfera da Ballroom e é por isso que você precisa conhecer e estudar sobre!

3. CRÉDITOS (5:12)

E bom, chegando ao final de tanta coisa. A mensagem que quero deixar é: 

PROCURE SOBRE A BALLROOM. ESTUDE ISSO.

Busque se há movimentações da cena no local em que você mora e caso não haja, existem vários portais de comunicação espalhados pelo Brasil com a missão de espalhar a palavra!

 

Se você quer produzir vogue beats e músicas voltadas para esta cultura: Experiencie isso! 

 
 
 

Texto e conteúdo compilado por Úrsula Zion @ursula.zion

Design gráfico por Gigi GG Gostosa @gelima0

 

Este projeto foi financiado pelo Edital Criativo #Quarenteners, iniciativa do coletivo Da Silva.